segunda-feira, 26 de julho de 2021

Associação Atlética Castelo Branco de Colatina



Nome : Associação Atlética Castelo Branco
Data : 25 de julho de 1996
Local : Colatina
Títulos : Campeão da Taça São Mateus de Futebol - 2002
Tetra Campeão da Copa A Gazetinha Estadual-1995/1997/1999/2001
Tri Campeão da Copa Unimed de Futebol - 1998/1999/2002
Campeão da Taça Janc de Futebol - 2001

Campeão da Taça Colatina de Futebol Infantil 1994
Campeão da Copa Baixo Guandu - Sub-17 - 1999
Campeão da Copa Aimorés/MG- Sub-13 2001

Associação Atlética Castelo Branco de Colatina, fundado em 25 de julho de 1996, o clube volta suas atenções para a o futebol de base e na revelação de novos atletas. A equipe não tem participações no futebol profissional ficando no amador, base e também no Futebol de Salão.
Revelou alguns ótimos nomes, Diego Bortolozzo que foi para o Tottenham da Inglaterra, Jussiê atacante, para o Cruzeiro/MG e Samuel atacante, para o Flamengo e seleções Sub-16 e Sub-17.
Entre 2001 e 2004 Castelo Branco desenvolveu parceria esportiva com a empresa italiana A&L Marketing Esportivo, de propriedade do zagueiro tetra campeão mundial Aldair e do ex-volante do São Paulo, Lima, onde a empresa italiana detinha direitos na aquisição de atletas do Castelo Branco do Bairro Maria das Graças.
A equipe tem vários títulos na base, destaque para o tetra campeonato da Copa A Gazetinha maior campeonato de futebol de base do Espírito Santo, títulos conquistados em 1995, 1997, 1999 e 2001 

O Clube
A Associação Atlética Castelo Branco, tem a sua sede oficial com escritório, sala de troféus e secretaria, localizada na Av. Vitória, 141 – Bairro Maria das Graças – Colatina/ES – Cep: 29705-110.


Anexo à sede oficial se encontra a concentração dos atletas, que tem capacidade de receber até 50 atletas com excelente infra-estrutura. Ali eles usufruem de alimentação alto nível, quartos com armários e ventiladores, sala de TV com TV a cabo, lavanderia, refeitório, área para estudo, academia, salão de jogos, campo de areia e área verde. A concentração dos atletas está localizada a menos de 100 metros das escolas. Na concentração, eles têm à disposição um automóvel 24 horas para transporte de atletas e outros afazeres. Todos atletas tem ainda seguro contra acidentes pessoais e assistência médica competente.



Atletas Revelados

Foram vários nomes revelados pela  Associação Atlética Castelo Branco, Diego Bortolozzo que foi para o Tottenham da Inglaterra. Jussiê atacante do Cruzeiro/MG, Laílson goleiro do América/MG.
Outros atletas revelados pelo Castelo Branco Thiago Foleto zagueiro 1996
saindo para o América/MG.
Felipe Ferreti meia em 1997 saindo para o Vasco/RJ.
Ricardinho atacante, Vinicius volante e Jélis Caliari volante, em 1997 ambos saindo para o Villa Nova/MG.
Wesley Sabadini zagueiro, em 1997 saindo para Vitória/BA.
Geraldo Jr volante, em 1999 saindo para Cruzeiro/MG.

São vários títulos conquistados pela equipe : 

Campeão da Taça São Mateus de Futebol - 2002, Tetra Campeão da Copa A Gazetinha Estadual - 1995/1997/1999/2001 
Tri Campeão da Copa Unimed de Futebol - 1998/1999/2002,
Campeão da Taça Janc de Futebol -  2001
Campeão da Taça Colatina de Futebol Infantil – 1994
Campeão da Copa Baixo Guandu -Sub17 - 1999
Campeão da Copa Aimorés/MG-Sub13 – 2001

Em competições nacionais
o Castelo Branco conseguiu o 4º Lugar na Copa do Café de 1997 e o Vice-Campeão da Copa A Gazetinha Nacional em 2002.

Time de futsal em 2006 nos Jogos Estudantis Nacionais 












quarta-feira, 7 de julho de 2021

Laranjeiras Esporte Clube


Nome : Laranjeiras Esporte Clube
Fundação : 07 de julho de 2003
Estádio : Associação de Moradores, Laranjeiras
Títulos : Copa Metropolitana 2011 e 2012



Modelo também foi adotado de forma oficial pela equipe


Laranjeiras Esporte Clube LEC foi fundado em  07 de julho de 2003 no Bairro  Laranjeiras na Serra, mandava suas partidas no Estádio da Associação de Moradores, conhecido como Laranja Mecânica, tem no currículo o bicampeonato da  Copa Metropolitana 2011 e 2012, único campeão consecutivo até hoje.

Na campanha de 2011 começou com empate em 1x1 com Sguerenevz de Vila Velha na partida disputa no Estádio de Laranjeiras, Marcelo aos 26 minutos inaugurou o lacar mas os visitantes empataram aos 41 ainda da primeira etapa. Na rodada seguinte empate em 2x2 com Unidos do Vila, fechando o turno  uma goleada marcante 6x0 sobre o Real deu a liderança da chave a equipe. 

Na 4ª rodada LEC aplicou outra goleada no Real, agora por 4x1, Laranjeiras foi a campo com: Gedeon, Anderson, Marcelo Tibutino, Bezerra e Allan (Luciano); Tonho, Sócrates, Gilmar e Santiago; Thyonat (Jhony) e João Paulo (Beré). Técnico: Renato Almeida. Na partida disputada no Estádio de Laranjeiras o Real deu um susto quando fez 1x0 com Rafael aos 18 minutos de partida,  Thyonat, boliviano apelidado de El Diablo empatou aos 26, Gilmar aos 38 virou a partida, já na 2ª etapa  Beré aos 09 e Jhony aos 43 confirmaram a fantástica vitória de virada.

Na 5ª rodada Sguerenevz que era sempre uma pedra na chuteira do LEC venceu por 2x0.  Na 6ª rodada aplicou 3x1 no Unidos do Vila ficando muito perto da semi final, gols de Damasio, Thyonat e Amaral para laranja mecânica e classificação para as semi finais confirmadas.

O adversário foi o Jardim da Penha de Vitória que foi líder da outra chave e chegava como único invicto  da competição, mas a Laranja Mecânica não tomou conhecimento e atropelou o rival, precisando apenas de 43 minutos para confirmar a ótima vitória, com apenas 05 minutos vencia por 1x0 gol de João Paulo, aos 35 ele anotou 2x0 e Santiago aos 43 fechou a goleada por 3 tentos a zero. Classificação garantida? com certeza não, o Jardim da Penha devolveu a goleada por 3x0 (Diego, Andrezinho e Allan) e com isso a vaga seria decidida nos pênaltis, o Estádio em Novo Horizonte na Serra viu goleiro Walter que era profissional reforçando o LEC, pratica comum nos campeonatos amadores do estado, mostrar toda sua capacidade, ele defendeu 2 pênaltis e o LEC avançou com placar de 4x3 em uma das partidas mais emocionantes da competição.

A final serrana entre Laranjeiras e Carapina, o adversário que havia eliminado o Sguerenevz por 5x1 no agregado. Na partida de ida em Laranjeiras muita emoção e equilíbrio, mas gols apenas na 2ª  etapa, quem esperava gol de Túlio Maravilha que estava reforçando a Laranja Mecânica viu Alex Cristiano do Carapina aos 05 minutos, coube a Santiago aos 16 empatar para o Laranjeiras deixando a final em aberto.

Laranjeiras : Walter; Tonho, Marcelo Tibutino, Maurílio e Gilmar (Jonathan); Sócrates, Amaral (Dinho), Emilio e Bezerra; Paulinho Pimentel e Túlio Maravilha (Santiago). Técnico : Emerson Silva

Carapina : Wellington; Vinicius, Antero, Marco Antonio e Leandrinho; Peterson, Alex Cristiano, Julio Cezar (Douglas) e Eduardo; Mindoia (Rodrigo) e Lecão (Ronald). Técnico : Reinaldo Barbosa

Juiz  :Josué Lima

Renda : R$ 6.175,00

Público :1.235 pagantes

Partida de ida no Estádio de Laranjeiras



Na volta disputada na Estiva muita emoção, roteiro semelhante a ida Carapina na frente Laranjeiras buscando empate, mas desta vez a emoção começou cedo, Júlio César  marcou 1x0 logo aos 06 minutos de partida, Kieza aquele mesmo com passagens por Rio Bananal, Desportiva e Fluminense, na época jogador do Náutico/PE empatou 10 minutos depois, aproximadamente 2,500 pessoas viram o título ser decidido nas penalidades máximas após novo empate em 1x1, e outra vez Walter foi decisivo,  João Paulo, Marcelo Tibutino, Sócrates, Jean Santiago e o goleiro Walter marcaram para o LEC. Paulo Vinícius, André, Júlio César e Marquinhos marcaram para o Carapina, e Walter que já avia marcado uma cobrança defendeu a cobrança de Thiaguinho e deu o título inédito para o Laranjeiras Esporte Clube, para se ter noção do tamanho dessa conquista o Carapina era tetracampeão da Interligas. 

Carapina : Wellington, André, Antero, Marco Antonio e Leandrinho; Peterson, Alex Cristiano, Gil Baiano e Júlio César; Mindóia e Rodolfo. Técnico : Reinaldo Barbosa 
Laranjeiras : Walter, Batata, Marcelo Tibutino, Maurílio e Gilmar; Sócrates, Tonho, Bezerra e Richard; Kieza e Santiago. Técnico : Emerson Silva.
Juiz : Lincohn Belf
LEC fazendo a festa


Em 2012 o Laranjeiras já era uma realidade e entrou para ser bicampeão, e começou a competição exorcizando um fantasma, mas não se antes ter muita emoção, enfim conseguiu derrotar o Sguerenevz, Batata logo aos 03 minutos inaugurou o placar, mas 10 minutos depois o "Sguerê" igualou com Rodriguinho e virou com Vinícius aos 40. Na 2ª etapa  a Laranja Mecânica voltou com tudo e logo aos 02 Diego empatou, a torcida ainda estava em clima de festa quando aos 09 Jean Santiago virou para os donos da casa, aos 37 Diego fez 4x2 a torcida já estava com sentimento de vitória quando Rafael fez o 3º do Sguerenevz, mas era tarde, finalmente o Laranjeiras derrotava o duro rival.
2ª rodada o LEC não tomou conhecimento do Racing e goleou por 3x0 jogando no Estádio Manoel dos Passos Lírio em Vitória, Diego aos 16 1º tp, Jean Santiago aos 38 e Diego novamente aos 44 do 2º tp.
O Laranjeiras sobrava na 1ª fase tanto que no empate em 2x2 com Jardim da Penha garantiu a vaga de forma antecipada nas semi finais, Richard aos 16  1ºtp, Batata aos 06 abriram 2x0 LEC mas o Jardim da Penha buscou empate com Diego aos 29 e Gustavo aos 40 do 2º tp.
Na 5ª rodada novamente o Sguerenevz no caminho da Laranja Mecânica. Dentinho até fez fez 1x0 Laranjeiras aos 23 minutos e quando Maurilio aos 27 fez 2x0, a torcida já esperava uma goleada, mas na 2ª etapa Keké aos 03, Maguinho aos 22 e Rodrigo aos 46 viraram a partida e deixaram mais uma vez o LEC de cabeça inchada sem vencer o rival mesmo a partida acontecendo em Laranjeiras novamente. 
Na 6ª rodada empate em 2x2 em casa contra o Racing de Vitória fechando a primeira fase com a equipe já líder da chave.

As semi finais foram reedição da final do ano anterior, mas se em 2011 o equilíbrio ditou o ritmo da final  desta vez o Laranjeiras sobrou, aplicou 4x2 na partida de ida, a dupla Diego e Richard foi o diferencial cada um marcando duas vezes, Léo e Thiaguinho descontara para o Carapina.
Na volta  Diego aumentou ainda mais a vantagem do LEC aos 40 do 1º tempo deixando 5x2 no agregado, Dentinho aos 26 e Jean Santiago aos 32 abriram 3x0 no placar, já classificado o Laranjeiras sofreu gol aos 40 através de Rickson, fim de papo e o sonho do bicampeonato mais vivo que nunca.

A grande final o Divinense de Vila Velha. A ida aconteceu em Laranjeiras, os donos da casa buscaram o gol desde o começo da partida, mas não conseguia marcar, o momento chave aconteceu já aos 45 do 2º tempo, Jean Santiago da entrada da área bate firme e coloca o Laranjeiras na frente do placar, agora jogaria pelo empate para ser campeão. 
Jean chuta e marca o gol da vitória

Laranjeiras : Walter; Batata, Marcelo Tibutino, Agnaldo e Jeanderson; Sócrates, Dentinho (Capitão), Richard e Emilio; Jean Santiago e Diego. Técnico : China 

Divinense : Rogem; Luciano, Marcelo, Denis e Teodoro (Wallace); Tililiu, Amaral, Barros e Diego; Rodolfo (André) e (Eder) Marcelo Pelé. Técnico : Alex Passos
Juiz : Rubens Abranches

A partida de volta aconteceu no Estádio Gil Bernardes em Vila Velha, quem esperava o Divinense indo com tudo pra cima buscando o gol viu Richard do Laranjeiras pegar a bola passar por 3 adversários e meter 1x0 no placar com apenas 10 segundos de jogo, o Divinense estava atordoado com este gol mesmo repleto de atletas profissionais, Guaçuí, Tililiu e  Léo Mazolli no time titular, prova disso que Emilio fez 2x0 LEC, Richard dono da final era um veterano já,  conhecia como poucos a Copa Metropolitana, campeão em 2009(Tupy, Vila Velha), 2010 Atlético Central(Guarapari) e com LEC em 2011, agora era o nome do bicampeonato de sua equipe. Curioso é que ele havia abandonado o futebol profissional em 2008 ao ser rebaixado com o Serra, depois disso só vitórias no amador.

Divinense : Roger; Luciano (Lincon), Marcelo, Guaçuí e Barros (Diogo); Marcelo Teodoro, Eder, Tililiu (Marcelo Pelé) e Dedé (Robson); Amaral (Léo Mazolli) e Paulinho Tevez. Técnico :  Alex Passos

Laranjeiras : Walter; Batata (Alan), Tibutino, Sócrates e Jeanderson; Agnaldo, Dentinho e Richard (Capitão); Emílio, Diego e Jean Santiago. Técnico : China
Juiz : Antônio Buaiz Filho

Laranjeiras fazendo sua fez no gramado do Gil Bernardes


Um confronto que não pode ser esquecido é o clássico contra o GEL Laranjeiras, as duas equipes faziam confrontos de tirar o fôlego, mas com passar dos anos o Gel foi para o futebol profissional e o Estádio de Laranjeiras foi abandonado o clássico acabou o o LEC não voltou mais a disputar futebol.


Associação de Moradores, Laranjeiras







terça-feira, 29 de junho de 2021

Torneio Início 1921 Espírito Santo

Em 1921 ocorre a quinta edição do Torneio Início do Espírito Santo, Vitória em 1917 e Rio Branco 1918, em 1919 deu Vitória, em 1920 deu Rio Branco, os dois dominavam a competição, em 1921 não foi diferente, o título ficou com um dos dois da dupla. 

Esta edição edição aconteceu em 03 de abril em Jucutuquara Vitória. 
Contou com a participação de Vitória, Floriano, Rio Branco, América, Moscoso e Tiradentes, todos de Vitória. 
A disputa foi promovida pela Associação São Vicente de Paulo, as linhas de bondes da Ilha da Praia  Cumprida chegavam lotados, automóveis aos montes, também traziam vários adeptos.   
Jornal Diário da Manhã escalando as 6 equipes


1ª partida
Vitória e América entraram em campo às 13h40, o Vitória foi superior quase tempo todo mas quem saiu em vantagem foi América que conquistou 01 corner, mas o Vitória se encontrou na partida e igualou os corners, mas Borges e Luiz ao marcar dois gols deu a vaga ao Vitória vencendo por 2x0 arbitrado por Carlos Rosenberg.

2ª partida
Moscoso e Tiradentes fizeram um primeiro tempo onde o Moscoso mais ligado contra um Tiradentes desligado abriu 2x0 com Chico e Edú, Ricardo Torres foi o árbitro da peleja. O Tiradentes acordou na 2ª etapa conquistou um corner e um gol através de Barcinio, mas não conseguiu tirar a vantagem, Moscoso avança. 
3º partida
Foi a vez de Rio Branco e Floriano, jogo foi aberto com os dois times buscando o gol, afinal esta partida já valia pela semi final do torneio,  mas apenas uma das equipes alcançou a rede adversária, o Rio Branco venceu gol de Deco, além de 2 corners a seu favor, Floriano obteve um corner, a partida foi apitada por Aldroado Rodrigues.

4ª partida
Moscoso e Vitória veio 20 minutos depois, era apenas a 2ª partida entre as equipes por esta competição, em 1919 Vitória havia passado nos escanteios por 6x0 após 0x0 no,  esta partida era a outra semi final, no geral o Moscoso foi melhor  prova disso que venceu por 1 tento a zero, Servin foi o autor do gol solitário na partida apitada por Edmundo Martins.

5ª partida
A grande final pôs frente a frente Rio Branco x Moscoso, este que era o azarão, a partida começou às 17h e o que se viu foi uma partida muito parelha que acabou sem as equipes balançarem as redes, coube ao número de escanteios decidir o campeão e como Rio Branco foi muito superior sobre o Moscoso neste quesito acabou campeão com placar de 4 corners a 1 do rival conquistando a Taça Charitas entregue pela Associação de Vicente de Paulo., foi a primeira taça decidida através dos escanteios. Mas o Moscoso não saiu de mãos vazias, levou troféu Taça Para Todos entrega pela Agencia Stella.


O campeão foi a campo com Romen, Lindo, Serrano, Quintaes, Odilon, Reynaldo,
Costinha, Paixão, Cunha, Deco e Fernando.

Torneio Início 1921 Liga Sportiva Espírito Santense 03 de abril de 1921 Local : Estádio Jucutuquara Vitória 1º Jogo Vitória 2x0 América 2º Jogo Moscoso 2x1 Tiradentes 3º Jogo Rio Branco 1x0 Floriano 4º jogo Moscoso 1x0 Vitória Final Rio Branco 0x0 Moscoso
Escanteios Rio Branco 4x1 Moscoso Rio Branco campeão


terça-feira, 22 de junho de 2021

Torneio Início Capixaba 1920

 Em 1920 a 4ª edição da competição organizada pela Liga Sportiva Espírito Santenses LSES.

A competição foi disputada por Vitória campeão 1917 e 1919, Rio Branco campeão em 1918, Tiradentes, São Cristovão, Floriano, América e Moscoso, todos da capital Vitória. O ponta pé seria dato em 25 de abril de 1920, a ordem da competição foi a seguinte 

1º jogo América x Vitória

2º jogo Rio Branco x Tiradentes

3º jogo Floriano x São Cristovão

4º jogo Moscoso x adversário por sorteado  

O América partiu logo para buscar vantagem e antes dos 20 minutos de peleja abriu placar, o placar foi até o fim eliminando o bicampeão que estava desentrosado devido algumas mudanças em seu quadro de atletas. 

O Rio Branco não teve dificuldades em fazer 2x0 no Tiradentes e avançar.

Floriano e São Cristovão fizeram um jogo muito parelho que não teve as redes sendo alcançadas, a vitória foi nos escanteios, apenas 01 durante toda partida conquistado pelo Floriano.

Moscoso que devido sorteio entrou direto na 2ª fase encarou América, mesmo desfalcado América se superou e venceu por 1 tento a zero.

Rio Branco e Floriano jogaram outra partida equilibrada, melhor para Rio Branco que marcou único gol da peleja avançando para final em busca do bicampeonato.

O time campeão foi escalado com : Pinto, Mario, Zaqueu, Quintaes, Odilon, Costinha, Paixão, Carlito, Reynaldo e Raul.




América e Rio Branco partem rumo a final, outra partida muito equilibrada que terminou com Rio Branco vencendo por 1x0 conquistando sua segunda taça do Torneio Início.

Tabela de jogos

1º jogo América 1x0 Vitória

2º jogo Rio Branco 2x0 Tiradentes

3º jogo Floriano 0x0 São Cristovão

Escanteios Floriano 1x0 São Cristovão

4º jogo Moscoso 0x1 América

Final Rio Branco 1x0 América

 



quarta-feira, 16 de junho de 2021

Torneio Início Capixaba 1919

Esta foi a 3ª edição da competição organizada pela Liga Sportiva Espírito Santense (LSES), o torneio aconteceu em 27 de abril de 1919 no Estádio de Jucutuquara em Vitória.
Participaram da competição América, Rio Branco, Vitória, Moscoso, Floriano e São Cristovão todos de Vitória.



Matéria do Jornal Diário da Manhã dando destaque a competição


A primeira partida às 13h teve Rio Branco atual campeão x Floriano, o atual campeão venceu por 2 tentos a zero gols marcados já na 2ª etapa partida apitada por Paulo Daumas. 

Na 2ª partida a pugna foi entre América x São Cristovão às 14h30, o América não tomou conhecimento e venceu por 4x0. Arbitragem por conta de Luiz Semprini.

O 3º encontro foi entre Vitória x Moscoso, Vitória buscando o 2º título pois foi o 1º campeão, após empate em 0x0 avançou alvianil na contagem dos escanteios 6x0.

América x Rio Branco disputaram a semi final,  Jeronymo Plainsant apitou a vitória do América por 1x0.

Na outra final entre América x Vitória, às 16h20 Argeu de Oliveira, o Vitória mostrou que queria mais ser campeão e outro atropelo impiedoso, o time de Bento Ferreira goleoupor 7x1 conquistando o bicampeonato  



Rio Branco 2x0 Floriano
América 4x0 São Cristovão
Vitória 0x0 Moscoss(Vitória venceu nos número de escanteios 6x0)
América 1x0 Rio Branco
Vitória 7x1 América
Vitória Torneio Início Capixaba 1919

Vitória campeão